Regimento Interno

     
 
Parte Segunda ARTIGO I - O Regimento Interno faz parte dos Estatutos Sociais Letra A do Artigo Decimo Sétimo do Centro de Recuperação e Reabilitação Vida Plena, para ser observado e cumprido por todos: Diretores, Terapeutas, Alunos, Visitantes e Obreiros Voluntários, em todas as Regionais CRER-VIP. ARTIGO II - A obrigatoriedade de observância e cumprimento diz respeito aos itens que seguem abaixo:

1º) - ENTRADA NO CRER-VIP : Só é permitida a entrada nas dependências do CRER-VIP, os identificados conforme o Artigo I, cada um com tipo respectivo de identificação. a) Para a entrada nas dependências das Regionais CRER-VIP, é obrigatório a apresentação da identificação ou credencial inerente que, será fornecida pelas respectivas secretarias ou Diretoria Administrativa; b) O convidado só poderá entrar nas dependências do Centro com a apresentação do respectivo convite, fornecido pelas respectivas Secretarias das Regionais ou pela Diretoria do CRER-VIP ou acompanhado de um diretor.

2º) - PLANTÃO DE DIRETORIA: A diretoria, determinará semanalmente um de seus membros, ou o Diretor Adjunto, para dar plantão em cada respectiva Regional CRER-VIP e as ocorrências e soluções nesse período, estarão sob sua responsabilidade.

3º) - PLANTÃO DO MEMBRO CRER-VIP OU DIRETOR RESIDENTE DAS REGIONAIS CRER-VIP: Será sempre feito auxiliado por um obreiro, sendo seu ciclo de trabalho de Domingo a Sexta, sendo que a tabela será feita mensalmente elaborada pela Diretoria e a folga será nas Segundas-Feiras ou em outro dia da semana, quando necessário, sendo substituído por outro obreiro suplente.

4º) - HORÁRIO: As Regionais CRER-VIP, tem expediente interno nos dias úteis, com exceção dos Sábados, Domingos e Feriados, de 08 ás 23 horas, podendo o horário ser modificado para atender as eventuais necessidades e atividades, ficando a cargo da Diretoria comunicar tais necessidades. Fora dos horários deste Regimento, as Regionais do CRER-VIP, somente receberão as visitas, para alunos, com o conhecimento do Porteiro e autorização escrita do Diretor Adjunto, Obreiro ou Gerente de Plantão, que no escritório antes, fará recomendações do programa de recuperação do aluno ao visitante;

5º) - CIRCULAÇÃO: As vias de acesso, bem como toda a área de uso comum das Regionais CRER-VIP, devem estar livres e desimpedidas, nada devendo permanecer nesses locais, ainda que a titulo provisório, venha impedir o livre transito ou criar mal estar aos alunos e usuários. Só será permitido o estacionamento em locais apropriados. Roupas somente estendidas em varais apropriados. Nos logradouros destinados a obras em andamento, ficará á cargo do plantonista da semana a determinação do local mais apropriado para deposito de tijolos, sacos, areia e outros materiais que digam respeito ao item 5.

6º) - USO, GOZO E LAZER DOS ALUNOS: Será feito nos dias, especialmente programado, dentro das condições estipuladas no Quadro de Horário, Segunda Parte deste Regulamento Interno.

7º) - CONSERVAÇÃO E LIMPEZA: Todas as dependências das Regionais do CRER-VIP, deverão estar conservadas, limpas e em perfeitas condições de uso por funcionários da Firma Administradora ou pelos próprios alunos do CRER-VIP. Seus freqüentadores, serão via apelos, convidados a participarem do programa de limpeza permanente e geral. a) Qualquer dano às instalações, será da responsabilidade direta de seu causador, que se obrigará a repará-la mediante pagamento do valor correspondente; b) Ficando oculto o causador dos danos, a responsabilidade de apuração e denuncia caberá aos plantonistas responsáveis; c) O Diretor Adjunto, deverá conferir e observar todos os bens móveis e imóveis, bem como o funcionamento de todas as dependências, devendo fazer anotações das alterações encontradas, para apresenta-las nas reuniões semanais; d) Os danos omitidos ou que eventualmente passem desapercebidos pelo Diretor Adjunto, serão de sua responsabilidade também a apuração, para identificar e denunciar a pessoa que cobrirá e reparará os danos.

8º ) DA CONDUTA PESSOAL: Dentro das dependências das Regionais do CRER-VIP, somente será permitido:
a) O uso de remédios, medicamento com receita médica identificada pela administração, salvo pequenos curativos;
b) O uso de cadeiras e mesas dos dormitórios, nos próprios dormitórios;
c) Uso das dependências para reuniões e divertimentos diversos, dentro dos logradouros com fins específicos, desde que fiquem desobstruídas as passagens para o livre transito de outros alunos e usuários;
d) O uso para cultos e louvores, reuniões, legais e lícitas, dentro das Regionais do CRER-VIP, de acordo com o que se convenciona como moral e bons costumes;
e) Conduzir objetos pessoais que sejam inofensivos, sem perigo dos explosivos, corrosivos, venenosos ou que desprendam odor desagradável; f) O uso dos bens móveis e imóveis por convidados especiais destinados a essa finalidade; g) Lançar ou acumular lixo nos lugares especificamente destinados a essa finalidade;
h) Uso das instalações sanitárias, bem como instalações hidráulicas, sem que se admita a introdução de qualquer objeto que possa danifica-las;
i) Utilizar os alunos das Regionais do CRER-VIP, quando escalados, somente para os serviços do próprio CRER-VIP, sem que se admita-os para outros fins, salvo quando autorizado pelo Diretor Adjunto;
j) Utilizar o estabelecimento interno para veículos sem responsabilidade cívica, das Regionais do CRER-VIP, por quaisquer eventuais danos materiais nos veículos provocados por colisões, incêndios e furtos;
k) O uso das piscinas pelos alunos, nos dias a eles programado, desde que usem todos; calções de helanca ou náilon, dentro do Quadro de Horário e cumprida as normas disciplinares do item 02) Informações Gerais do Regulamento Interno;
l) O uso e entrada na Capela, só em trajes que não sejam os de banho, respeitando-se a atividade que estiver em andamento; conferencias, palestras, reuniões, cultos, batizados, casamentos e ou qualquer atividade programada.
m) Os convidados dos alunos podem usar e trafegar livremente em toda a área do projeto, salvo a cozinha e os dormitórios; n) Cantinas, lojinha e restaurantes da Regionais, tem horários previstos na Segunda Parte deste Regulamento e não poderão comercializar; remédios, bebidas alcóolicas ou cigarros.

9º) - GUARDA OBJETOS: A Diretoria das Regionais do Crer-Vip, somente se responsabilizará por objetos que lhes sejam entregues para guarda, de convidados ou alunos, contra recibo e declaração de responsabilidade:
a) Os objetos do item 9, somente deverão ser entregues aos funcionários encarregados, por credencial do Diretor Adjunto, na Secretaria das Regionais CRER-VIP;
b) Os objetos perdidos, quando eventualmente encontrados, deverão ser entregues ao Diretor Residente ou Obreiro de Plantão, que procurará localizar o proprietário, devendo todavia comunicar no livro de ocorrências, imediatamente, citando espécie e características dos mesmos ou entregando tudo na Secretaria
.
10º) - RECLAMAÇÕES: Toda e qualquer reclamação, deverá ser dirigida á Diretoria, por escrito, no livro próprio que está na secretaría, no Escritório da Administração da Regional no próprio CRER-VIP, devendo o reclamante se identificar pelo nome e se possível com o endereço, para possível resposta e ou providencias.

11º) - As Regionais do CRER-VIP, funcionam, de Domingo a Domingo, com expediente interno ou externo.

12º) - Os casos omissos neste regimento reformado, serão resolvidos pela Diretoria, revogando-se as disposições contrárias. Assina o diretor Presidente; Dr. José Gonzaga de Souza, após aprovação por unanimidade pela Diretoria. Vespasiano, 10 de Janeiro de 2.000.

REGULAMENTO GERAL DO CRER-VIP - PARTE PRIMEIRA- TITULO I ARTIGO PRIMEIRO: O Regulamento Geral dos CENTRO DE RECUPERAÇÃO E REABILITAÇÃO VIDA PLENA, tem por finalidade regulamentar o funcionamento do CRER-VIP dispondo e especificando os encargos, atribuições e atividades da Diretoria de cada Diretor dos Conselhos e cada Conselheiro. TITULO II ARTIGO SEGUNDO: A Diretoria do CRER-VIP compõe-se de 7 (sete) membros a saber: Diretor Presidente, Diretor Vice-Presidente, Primeiro Secretário, Primeiro Tesoureiro, Diretor Superintendente, Segundo Secretário e Segundo Tesoureiro. ARTIGO TERCEIRO: Como apoio administrativo é nomeado pelo Presidente do CRER-VIP para cada Regional de Internamento ou Ambulatorial; um Diretor Adjunto, um Diretor de Relações Publicas e pessoal especializado, escolhido e aprovado pela Diretoria na maioria dos seus membros. As obrigações de cada um, será a parte estipulada pelo Diretor Presidente em portaria especifica. ARTIGO QUARTO: A administração do CRER-VIP é competência da Presidência que em reunião com a maioria de seus membros, poderá deliberar sobre quaisquer matérias de sua competência, inclusive as de caráter especial, visando dirigir, orientar, coordenar, fiscalizar e executar todas as atividades do CRER-VIP. ARTIGO QUINTO: A Diretoria em colegiado, na maioria de seus membros, compete:

1º) Os atos de administração geral não conferidos especificamente a cada Diretor e os demais atos atribuídos pelo Estatuto e lei civil;
2º) Fazer observar as deliberações das Assembléias Gerais;
3º) Advertir ou punir os alunos internos e funcionários, mesmo os voluntários infratores;
4º) Redigir, aprovar e expedir os regulamentos complementares do Estatuto, bem como suas alterações, inclusive para atender a determinação da Letra A do Artigo Décimo Sexto do Estatuto, criar o Regimento Interno;
5º) Designar o Diretor substituto em caso de vagas, de acordo com o Estatuto;
6º) Convocar Assembléias Gerais, Ordinárias ou Extraordinárias;
7º) Dar anuência a convênios ou ajustes com entidades congêneres nacionais ou estrangeiras, feitos pela presidência das Regionais CRER-VIPs; ARTIGO SEXTO: A Diretoria reunir-se-á ordinariamente uma vez por mês e extraordinariamente por convocação, quando for julgado necessário pela Presidência. PARAGRAFO ÚNICO: Destas reuniões poderão participar, sem direito a voto, qualquer colaborador, mesmo que não detenha cargos específicos na Diretoria, podendo usar da palavra, fazer proposições e assinar a ata da Reunião que tenha participado. ARTIGO SETIMO: Alem das obrigações previstas no Estatuto, a Diretoria tem ainda as seguintes atribuições; Ao Diretor Presidente ou a seu substituto, no exercício da presidência, compete:
1º) Representar o CRER-VIP, ativa ou passivamente, judicial ou extra-judicialmente e perante repartições publicas e entidades, inclusive autarquias, podendo constituir para tanto procurador;
2º) Presidir as Reuniões da Diretoria com voto próprio;
3º) Instalar e presidir as Assembléias Gerais;
4º) Movimentar contas bancarias, assinar cheques, títulos e o que mais se fizer necessário para cabal desempenho de suas funções;
5º) Fixar outras metas para cada Diretor ou pessoal especializado. ARTIGO OITAVO: Ao Diretor Vice-Presidente compete:
1º) Além de assessorar o Presidente assumir a coordenação, fiscalização e execução da política de Captação de Recursos, além de supervisionar as Regionais Internato ou Ambulatorial e auxiliar os demais departamentos: dispensa, arquivo, almoxarifado, cobrança das metas a serem executadas nas reuniões mensais ou semanais. ARTIGO NONO: Compete ao Diretor Superintendente;
1º) Substituir o Presidente em seus impedimentos temporários ou definitivos, com todas suas obrigações e deveres. ARTIGO DÉCIMO: Ao Primeiro Tesoureiro, compete:
1º) Manter sob sua guarda a responsabilidade de todos os valores e bens da Sociedade;
2º) Movimentar contas bancarias, assinar cheques, títulos com a Presidência;
3º) Fiscalizar e demonstrar a Receita e Despesa da Sociedade;
4º) Supervisionar e fiscalizar a Contabilidade e serviços gerais de escritório;
5º) Elaborar relatórios financeiros, organizar esquemas e estatísticas, lançar a arrecadação e contabilizar a aplicação de numerários.
6º) Ser declarante e representante legal junto ao Ministério da Fazenda para todos os fins, inclusive nos documentos titulados de imposto de renda da pessoa jurídica dos CRER-VIPs. ARTIGO DÉCIMO PRIMEIRO: Ao Segundo Tesoureiro, cabe substituir o Primeiro Tesoureiro. ARTIGO DÉCIMO SEGUNDO: Ao Primeiro Secretario, compete:
1º) Guardar os disquetes, livros quando houver e arquivos, no Escritório Regional sede dos CRER-VIPs;
2º) Orientar e arquivar todas as correspondências recebidas e enviadas;
3º) Redigir as ata de Reuniões da Diretoria; ARTIGO DÉCIMO TERCEIRO: Ao Segundo Secretario, compete, substituir o Primeiro Secretário. ARTIGO DÉCIMO QUARTO: Cria o cargo de Diretor de Relações Publicas com as seguintes atribuições:
1º) Zelar pela boa ordem e Relações Cristãs e Sociais entre os alunos, zelando pelo fiel cumprimento do Estatuto e Regulamentos.
2º) Orientar os boletins e circulares aos alunos, relativos aos serviços e vantagens colocados á disposição deles, fiscalizando a disciplina, a segurança em todas as dependências do CRER-VIP e através do obreiro conferir as metas de trabalho programadas;

3º) Com o Diretor Vice-Presidente, funcionar com elemento intermediário e de relacionamento do CRER-VIP, para obtenção dos convênios ou ajustes, com entidade congêneres nacionais ou estrangeiras e contato de qualquer natureza de interesse da Sociedade.
4º) Supervisionar e elaborar todas as promoções sociais e promover entrelaçamento de atividades e entretenimento dos alunos;
5º) Recepcionar os visitantes e promover as Regionais CRER-VIPs, junto a todos os meios de comunicação. TITULO III ORGANIZAÇÃO ARTIGO DÉCIMO QUINTO: Respeitadas as limitações legais e regulamentares e observadas a orientação da Presidência cada Diretor disporá de autonomia necessária ao cabal desempenho de suas funções. ARTIGO DÉCIMO SEXTO: Todos os cargos de Diretoria, Conselho Fiscal, Conselho Consultivo, serão exercidos gratuitamente, não podendo, ser atribuídas quaisquer vantagens aos membros desses órgãos, ainda que a titulo de representação. ARTIGO DÉCIMO SÉTIMO: Cada Diretoria poderá ser constituída de:
1º) Um Diretor Adjunto, um de Relações Públicas, voluntário, remunerado ou não;
2º) Uma assessoria composta de pessoal selecionado e especializado nas questões técnicas, comerciais, jurídicas, econômicas e de organização, atender ainda as determinações tomadas pela Diretoria. TITULO IV:
PESSOAL - AQUISIÇÕES - CONTRATOS ARTIGO DÉCIMO OITAVO: Á admissão dos serviços necessários aos serviços da Sociedade se fará mediante seleção previa, podendo o Diretor dispensar esta exigência para as funções de confiança. ARTIGO DÉCIMO NONO: A lotação de cada Diretor será fixada pelo Diretor competente, com anuência da Presidência, observando sempre assegurar o fiel desempenho dos serviços que lhe forem cometidos. ARTIGO VIGÉSIMO: As aquisições de material far-se-ão mediante concorrências ou tomada de preços. ARTIGO VIGÉSIMO PRIMEIRO: A Realização de serviços e obras far-se-ão por execução direta ou indireta, sendo na última hipótese mediante a aprovação da Diretoria, na maioria de seus membros. ARTIGO VIGÉSIMO SEGUNDO: Dos Conselhos: a) Conselho Fiscal, se pautará pelo estabelecido estatutariamente. b) Conselho Comunitário de Programação, composto de no mínimo 05 (cinco) entidades representantes da comunidade local, para atender o dispositivos e obrigações da Lei 9.612, do Ministério das Comunicações. PARAGRAFO ÚNICO: A regulamentação a parte, respeitado o Estatuto, será elaborada pela Diretoria, para cada conselho e passará a fazer parte integrante deste Regulamento Geral do CRER-VIP. TITULO V DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS ARTIGO VIGÉSIMO TERCEIRO: As despesas para instalação, material de cada departamento, serão atendidas pelo colegiado, após apresentação do custo de instalação por cada Diretor. ARTIGO VIGÉSIMO QUARTO: Os atos dos Diretores que importarem em alienação ou ônus do patrimônio social, dependerão de previa autorização da Diretoria, na maioria de seus membros, com anuência da Presidência. ARTIGO VIGÉSIMO QUINTO: Os Diretores não poderão usar o nome da Sociedade para fins estranhos á sua finalidade, sendo vedado o seu emprego em avais, fianças ou garantias á terceiros. ARTIGO VIGÉSIMO SEXTO: As omissões deste Regulamento Geral e eventuais alterações, serão resolvidas pela Diretoria em colegiado pela maioria de seus membros em reunião ordinária ou extraordinária, convocada pela Presidência. TITULO VI ACEITAÇÃO DE PACIENTES ARTIGO VIGÉSIMO SÉTIMO: Os candidatos a tratamento nas dependências das Regionais CRER-VIP, serão denominados de alunos, se proporão a participar de um curso de recuperação e reabilitação composto de 02 (duas) fases distintas, após a triagem para sua aceitação, feita por um diretor ou obreiro credenciado. Será levado em conta as características básicas: a) Pessoas que sejam realmente dependentes de bebidas alcoólicas e drogas, que demonstrem como viciado total interesse em recuperação e ardente desejo de mudar de vida; b) Que estejam dispostos a se submeter a todas normas do Regimento Interno, que serão lidas para eles ou seus responsáveis antes de internar-se. c) Não terem em seu histórico internações anteriores em uma das nossas Regionais CRER-VIP, salvo nova avaliação e autorização especial da Diretoria. ARTIGO VIGÉSIMO OITAVO: Por falta de recursos internos apropriados e infra-estrutura apropriadas, não serão aceitos os internamentos:

1º.) De pessoas com problemas mentais, portadores de determinadas dependencias físicas;
2º.) A idade mínima para ser aceito como interno será de 16 anos em diante, com autorização judicial por escrito e dos pais, de 21 anos em diante livre.
3º) Os menores de 16 anos, só com encaminhamento de Juizado próprio, respeitando todas as normas disciplinares de internamento.
4º) O tempo do curso de recuperação e reabilitação é de 6 (seis) meses, em 02 fases distintas de 03 (três) meses cada. ARTIGO VIGÉSIMO NONO: Ao aluno não é permitido:
a) Receber ou portar dinheiro, trazer rádio, gravadores ou qualquer outro tipo de aparelhos sonoros: revistas e livros só de literatura que edifique;
b) Só poderá ser usado telefone do CRER-VIP ou semi-publico no máximo 01 (uma) vez por semana, pelo máximo de 3 minutos em ligação a cobrar, feita por um obreiro, nos horários previstos no Regimento Interno;
c) Tudo que a família trouxer de alimento deverá ser entregue na Administração, como oferta para todos;

ARTIGO TRIGÉSIMO: Visitas somente de acordo com a tabela de dias e horários, após os primeiros 15 (quinze) dias de internamento, exceto para visitantes do interior ou exterior.
a) Todas as visitas receberão instruções do Diretor de plantão ou obreiro antes de se encontrar com o aluno internado. O aluno não pode receber ou se despedir de suas visitas no estacionamento por medida de segurança interna;
b) Haverá revista no candidato a interno e em roupas e objetos, antes de entrar no CRER-VIP e suas roupas serão trocadas, também por medida de segurança interna;
c) Dentro das Regionais CRER-VIP, poderá funcionar uma Lojinha, cantina e restaurante. Os visitantes pagando, podem comprar objetos a venda, seu almoço, lanches ou refrigerantes, sendo vetada a todos, venda de bebidas alcoólicas, drogas, mesmo as farmacêuticas e cigarros.

TITULO VII COMPORTAMENTO DO INTERNO ARTIGO TRIGÉSIMO PRIMEIRO: Quanto ao comportamento do interno exclusivamente, dentro das divisas das Regionais CRER-VIP:
a) O comportamento de cada interno será observado pelos obreiros e Diretoria, cabendo a cada um obedecendo ás ordens e tarefas designadas por qualquer autoridade conferida
b) Os alunos devem se comportar com ordem e decência diante dos obreiros, estando debaixo da autoridade dos mesmos, também com a mesma ordem e decência, diante de qualquer visitante, não pedindo nada pessoal a eles;
c) A desobediência a autoridade delegada, implicará em punição que lhe será aplicada de acordo com a gravidade do problema, prevista no Regimento Interno.

ARTIGO TRIGÉSIMO SEGUNDO: Não será permitido:
a) Conversa sobre fatos negativos do passado, salvo como testemunho, em reuniões programadas. Palavrões, piadas imorais, agressões, brigas e desrespeito aos colegas e obreiros;
b) Cada aluno receberá por indisciplina; três advertências. Após a terceira, será convidado a se retirar da Regional CRER-VIP, que tiver internado ou fazendo tratamento ambulatorial;
c) Todo aluno terá trabalho diário, como terapia; Capina, faxina, horta, cuidar de animais e de todas as dependências das Regionais CRER-VIP.
d) O aluno que por qualquer motivo fugir ou sair de uma Regional, sem autorização do Diretor Residente ou de seu substituto, ou Obreiro de Plantão, não poderá se internar novamente, salvo seja readmitido, após novos entendimentos com o aluno e os familiares.

TITULO VIII: DIREITOS E RESTRIÇÕES DOS INTERNOS ARTIGO TRIGÉSIMO TERCEIRO: O curso tratamento do CRER-VIP funciona em sistema de duas fases.
a) Na 1ª. Fase composta dos três primeiros meses, o aluno não poderá fazer nenhum tratamento que não seja de urgência medica e neste caso somente com a presença de um obreiro;
b) É vedado ao aluno na primeira fase sair sobre qualquer pretexto;
c) A primeira fase é a da desintoxicação, dividida em dormitório repouso, exercícios, ouvir palestras e ler materiais didáticos inerentes;
d) Em cada dormitório da 1ª. Fase dormirá um aluno da 2ª. Fase que será responsável pela ordem e manutenção do alojamento;
e) Na 1ª. Fase as visítas de esposas, companheiras e namoradas são proibidas, salvo indicadas pelo terapeuta do aluno;
f) A passagem para a 2ª. dependerá não só do tempo, mas principalmente do testemunho pessoal e do crescimento material e espiritual de cada aluno, que será avaliado pelo Diretor Residente, baseado nos relatórios dos terapeutas;
g) Cada aluno terá uma ficha de acompanhamento e avaliação de sua vida e conduta interna. Sendo positiva receberá um diploma oficializando a sua recuperação e reabilitação ao final do curso.

ARTIGO TRIGÉSIMO QUARTO: Dentro das Regionais CRER-VIP, pode funcionar:
a) Uma lojinha de venda de doações recebidas, um restaurante e uma lanchonete. Os visitantes, pagando, podem comprar, os objetos a venda, seu almoço, lanches e refrigerantes, todo o lucro é revertido em melhorias da instituição;
b) Na 2ª. fase o aluno terá oportunidade de iniciar sua reintegração a sociedade;
c) O aluno poderá acompanhado de um monitor, fazer passeios de lazer, ir a igrejas, fazer tratamento médicos e dentários, fazer cursos profissionalizantes dentro ou fora das Regionais CRER-VIP, receber visita de amigos, parentes e até de namorada. O aluno casado terá, obtendo 95% da disciplina interna, a possibilidade de passar algum fim de semana com a família. Esta autorização depende também da avaliação clinica do aluno. d) Nesta 2ª. Fase, continuará sendo monitorado, acompanhado no seu testemunho pessoal, e em caso de indisciplina, será advertido, também por três vezes, não mudando, receberá o previsto na letra c do ARTIGO TRIGÉSIMO SEGUNDO. ARTIGO TRIGÉSIMO QUINTO: A saída do aluno do centro só em companhia de um obreiro ou diretor, salvo os dispositivos deste Regulamento. Todo aluno só poderá passar por uma Regional CRER-VIP por uma vez, salvo o dispositivo da Letra D do ARTIGO TRIGÉSIMO SEGUNDO. TITULO IX DOS HORÁRIOS ARTIGO TRIGÉSIMO SEXTO: De Segunda a Sábado, os horários deverão ser respeitados pelos internos e visitantes. a) De Segunda á Sexta-Feira : Manhã - Tarde - Noite
01) 06 ás 07:55 hs. - Despertar, higiene pessoal e do dormitório, café e atividade espiritual de aconselhamento;
02) 08 ás 11:45 hs. - Laboterapia Ocupacional. O aluno escolhe a atividade disponível;
03) 12 ás 13:00 hs. - Almoço e descanso e
04) 13 ás 17:00 hs. - Laboterapia Ocupacional na atividade escolhida
05) 17 ás 20:00 hs. - Atividade de lazer, banho e Jantar
06) 23:00 Horas, Silêncio todos os dias, salvo alguma promoção em andamento. b) Segunda - Quarta e Sábado: Noite
07) 20:15 ás 21:30 hs. -Atividades Espirituais, se apresentar barbeados, limpos e bem vestidos; de 21:30 ás 23:00 horas, livre para TV, bate-papo, jogo de xadrez, dama, sinuquinha, etc... c) Terça e Quinta : Noite
08) 20:15 ás 21:30 hs. - Palestras Educativas Temáticas, Sobre Reintegração Social, Drogas, Cigarro, Álcool, sexo, paternidade responsável, cidadania, conhecimentos gerais, comportamento em grupo, etc., de 21:30 ás 23 hs. Livre, TV, etc... d) Sexta : Noite
09) 20:15 ás 21:30 hs. - Atividades, Teatro, Cinevideo, de 21:30 ás 23 hs., livre para TV, etc. e) Sábado: Manhã - Tarde - Noite
10) 06 ás 07:55 hs. - Despertar, higiene pessoal, arrumar dormitório e Café da manhã;
11) 08 ás 11:45 hs. - Laboterapia Ocupacional, igual atividade item 02;
12) 12 ás 13:00 hs. - Almoço e Descanso ;
13) 13 ás 17:00 hs. - Tarefas pessoais, lazer, piscina, etc;
14) 20 ás 21:30 hs. - Atividades espirituais, idem item 07, depois das 21:30 ás 23 hs., livre, TV, etc... f) Domingo: Manhã - Tarde - Noite
15) 06 ás 08:30 hs. - Despertar, Higiene pessoal, café e atividade espiritual;
16) 08:45 ás 10 hs. - Preparar o internato para visitante;
17) Ás 12:00 horas - Almoço e tempo livre até 17:30 hs., fim das visitas;
18) 17:30 ás 23 hs.- jantar, lazer interno. PARÁGRAFO PRIMEIRO: Atender a chamada dos obreiros, sempre no primeiro apito. PARAGRAFO SEGUNDO: Piscinas, só para internos, sábados a partir das 13:00 horas e Domingo até ás 11:45 hs., de Segunda á Sexta a piscina estará liberada de 17 ás 19:00 horas, observar que o jantar só é servido ás 19:30 horas. PARÁGRAFO TERCEIRO: A cantina e a lojinha, terão os seguintes horários de Segunda á Sábado de 12:00 ás 13:00 e 17:00 ás 20:00 horas. No Domingo de 12:00 ás 21:00 horas, opcional de 21:30 ás 23:00 horas, todos os dias. PARÁGRAFO QUARTO: Os feriados tem a mesma rotina dos domingos, mas são guardados apenas aqueles anunciados pela direção das Regionais CRER-VIP.

CAPITULO X INFORMAÇÕES GERAIS, SOBRE OS ITENS DOS HORÁRIOS ARTIGO TRIGÉSIMO SÉTIMO: Horário para internos e visitantes
ITEM 01 - Ás 06:00 horas o aluno desperta ou é despertado, faz sua higiene pessoal, arruma sua cama, facilitando o trabalho do interno responsável pelo dormitório na arrumação geral e vai tomar café. Depois de Segunda a Sexta e Domingo a atividade espiritual de aconselhamento, determinada.
ITEM 02 - As 08:00 horas deve estar na atividade que escolheu, só podendo trocá-la, por vontade própria no final de cada semana, Sábado ás 11:50 horas se dirigindo ao obreiro de plantão. A administração também pode em qualquer dia ou hora, por motivo de necessidade, trocar, manejar a atividade do aluno, respeitando as suas características físicas, de aptidão, etc.
ITEM 03 - De 12:00 ás 13:00 horas, a cozinha estará servindo o almoço: PRIMEIRO: TODOS REUNIDOS CONSAGRAM O ALIMENTO, depois é iniciada a refeição; PARA EVITAR DESPERDÍCIO, o aluno mesmo, poderá se servir, quantas vezes quiser, nas panelas de alimentos não controlados, como a carne ou outro alimento que tivermos em pouca quantidade, que será servida e controlada pelo cozinheiro ou seu ajudante.
ITEM 04 - Idem do item 01. É só ler de novo.
ITEM 05 - De 17:00 ás 20:00 horas, de 21:30 ás 23:00 horas, para todos, que não incorreram em punição por desrespeito ao item 03 ou aos dirigentes; terapeutas, Diretor ou Obreiros, haverá sempre uma atividade de lazer programada. Uso das piscinas, campeonatos internos, ver televisão, participar de passeios e atividades externas ou interna, em grupo na companhia de um Terapeuta, Diretor ou Obreiro.
ITEM 06 - O Silêncio é a partir das 23:00 horas e o aluno para não incorrer em punição disciplinar, deverá respeitar o Horário de Silêncio, para que todos possam descansar. O repouso diário fortalece o espirito e o corpo.
ITEM 07 - Não será admitido participar das atividades espirituais, sem que o aluno esteja decentemente vestido, pois se na sua vida social antes de se internar, sempre se aprontou para qualquer festa, dentro do internato também assim deve proceder. O louvor e o Culto a Jesus, a Deus, merece pela oportunidade de aprender a viver em paz, que todos nós estamos recebendo, a nossa melhor atenção, aparência e alegria como prova de agradecimento.
ITEM 08 - As palestras temáticas visam preparar o aluno para sua reinserção social, ou seja, para a sua volta a sociedade, formada por seus familiares; avós, pais, mãe, esposas, namoradas, irmãos, tios, cunhados e ... novos amigos. Pois alguns que o aluno deixou lá fora, que só o incentivavam a continuar, não eram tão amigos, mas quando o aluno voltar renascido, transformado, graças a sua própria coragem de aceitar as coisas boas feitas, POR DEUS E COM JESUS, SEU NOVO, FIEL AMIGO E COMPANHEIRO, terá a obrigação e capacidade de orientar e ajuda-los a encontrar também o caminho verdadeiro. Estas palestras ensinarão todos, disciplina, limites e como ter uma vida alegre e saudável. A identificar os males provocado pelas drogas, do cigarro, do álcool e de uma vida sexual, sem cuidados. O aluno aprenderá que para ter uma vida futura feliz, deve saber tudo sobre paternidade responsável, como viver em sociedade, como encontrar um trabalho honesto ou produzir e ganhar bem, com uma nova atividade dentro da economia informal. O que é cidadania e como ter conhecimentos gerais, etc., etc...
ITEM 09 - Para apresentação, no nosso TAM - Tempo de Atividades Múltiplas, temos o nosso grupo teatral, sempre formado pelos alunos, que continuará fazendo apresentações para o publico que receberemos as sextas-feiras, também para ver filmes, na TV. Todos selecionados.
ITEM 10 - Idem item 01
ITEM 11 - idem item 02
ITEM 12 - idem item 03
ITEM 13 - Compreende-se que tarefas pessoais e lazer é: Levar a própria roupa para a lavanderia, limpar o tênis, cortar unha e cabelos, limpar e engraxar os sapatos, escrever diários pessoais ou responder cartas, lazer e participar de todas atividades de recreação, do futebol, das brincadeiras, da piscina, jogos de ping-pong, dama, xadrez, sinuca, etc. tudo com disciplina, cortesia, educação, sem nunca praticar nenhum ato de violência.
ITEM 14 - idem item 07
ITEM 15 - A Atividade Espiritual, se reveste de grande importância e terá sempre, ministração pastoral, pois o espírito fortalecido, poderá ocupar e usar com muito mais proveito, tudo que o aluno está fazendo na reforma do seu próprio corpo. A simbiose, ou seja, a união de um corpo, produto de uma vida saudável com um espírito ungido por Jesus, coloca qualquer aluno no grupo dos vencedores e espanta de perto dele os espíritos derrotados, do mal e das doenças.
ITEM 16 - Preparar o internato para receber visitantes em mutirão, pois é dever de todos, colocar tudo no lugar e deixar tudo funcionando, para que familiares e amigos, sejam bem recebidos. Recolham roupas jogadas e dependuradas em qualquer lugar, recolham também papéis, plásticos ao lixo comum ao lugar apropriado. Verificar se todos os lugares, permitidos ao visitante freqüentar, estão rigorosamente limpos, deve ser tarefa não só dos Terapeutas, Diretores ou Obreiros, deve ser, tarefa de todos.
ITEM 17 - idem 03, acrescido com as seguintes observações: O interno só vai ao encontro das visita quando for encaminhado ou chamado, pois a visita antes de encontra-lo, terá que receber o crachá de visitante na secretaria. Nenhum visitante com mais de 12 anos, poderá visitar ou permanecer até as 17:30 horas, dentro do internato, sem o crachá pessoal.
ITEM 18 - Jantar ás 17:30 horas, TV, Jogos, etc., até ás 23:00 horas. Silêncio, idem item 06.
ITEM 19 - CONSIDERAÇÕES FINAIS Primeiro: As visitas não podem entrar no internato com armas, cigarros ou qualquer objeto ou literatura não edificante. Não pode entrar em dormitórios sem a companhia de um terapeuta obreiro. Na portaria o cão farejador, treinado nos moldes da Polícia Federal, para identificação de drogas ou alucinógenos, evitará o constrangimento da revista de toque pessoal nas visitas, positivas ao grupo de alunos do internato. Segundo: Para o novo Estacionamento interno, que é um melhoramento, conforto e segurança para veículo do visitante, será pedido a todos, uma contribuição expontânea, no mínimo, R$ 2,00 (Dois Reais), independente do tempo de visita. Terceiro: Na Secretaria os visitantes antes de estar com os alunos, receberão instruções gerais, entregarão as doações em espécie ou em produtos referente ao aluno. A Secretaria poderá receber a contribuição mensal, não depositada e também passa a registrar e creditar em livro próprio os fundos financeiros pessoais de cada aluno. O dinheiro previsto no item 2.1 da Ficha de Internação, que naquele mínimo ou mais, ficará a disposição dos gastos efetuado pelo aluno na cantina e pequenas despesas pessoais. Este fundo poderá ser maior, quando o aluno conseguir junto a amigos e outros familiares, depósitos que serão registrados também na Secretaria a favor do aluno. ITEM 20 - Sobre nenhum pretexto, nenhuma doação em produto ou em espécie, poderá ser recebida pela Secretaria ou qualquer captador de recursos do CRER-VIP, sem antes ser emitido e entregue ao doador, o inerente recibo.
PARÁGRAFO PRIMEIRO: QUANDO O ALUNO DEMONSTRAR MÁ VONTADE NA REALIZAÇÃO DA TAREFA ESCOLHIDA, criteriosamente e a ele determinada, ou deixar de participar das instruções previstas nos itens 07,08 e 09, com desculpas como ... estou passando mal, estou com dor de cabeça, etc., ele será autorizado a ficar em observação nos leitos da enfermaria, aonde aguardará ou será levado a atendimento clinico, interno ou externo, dependendo dos sintomas. Neste caso o interno, também não poderá sobre nenhum pretexto, participar de qualquer atividade de recreação e lazer; como jogar bola, ver televisão, ir a passeios externos, etc., POIS QUEM NÃO ESTÁ PASSANDO BEM, MERECE E DEVE FICAR EM REPOUSO ABSOLUTO.
PARÁGRAFO SEGUNDO: para não ser punido, TIRE O QUE QUISER, MAS COMA O QUE TIRAR. Sobrar, desperdiçando o alimento, ALGO TÃO SAGRADO, que falta em muitos lares e que nos é tão difícil conseguir, lhe custará como punição, não participar de todas atividades de lazer por dois dias. Se você for consciencioso e educado, nunca receberá esta punição.
PARÁGRAFO TERCEIRO: O horário das 23:00 horas será estendido por autorização do Terapeuta de Plantão, Diretor ou Obreiro, quando estiver em curso no internato, uma atividade programada ou estiver na TV, passando uma partida importante de futebol, etc., previamente autorizada.
PARÁGRAFO QUARTO: O aluno poderá após a sua primeira participação encaminhar sugestões, em temas a serem abordados, nas PALESTRAS TEMÁTICAS.
PARÁGRAFO QUINTO: Os filmes selecionados e as peças teatrais que poderão ser de nosso grupo ou de grupo convidado, receberá também o publico de fora, formado de familiares e amigos dos internos, ou de alunos de escolas, membros de igrejas, associações ou empregados de empresas, que serão constantemente convidados.
ARTIGO TRIGÉSIMO OITAVO: Higiene Pessoal; É dever de cada interno cuidar-se de sua aparência, sendo asseado, limpo, usando sempre roupas que não deturpem sua integridade física e moral.
ARTIGO TRIGÉSIMO NONO: Disciplina: O aluno perde pontos, com todos os atos de indisciplina, falta de cumprimentos dos horários, faltar as atividades; Terapia do Trabalho, limpeza de dormitórios, louvores, palestras, cultos, etc., podendo até o aluno no final do período não receber o diploma CRER-VIP.
ARTIGO QUADRAGÉSIMO: Visita ou internamento do interior, pode ser feito, em qualquer dia, desde que atendida todas as exigências da Ficha de Internamento, marcada com antecedência e tendo um plantonista da respectiva regional do CRER-VIP presente. ARTIGO
QUADRAGÉSIMO PRIMEIRO: Este regulamento entra em vigor a partir desta data 10 de Janeiro de 2.000. Aprovado e assinado por toda Diretoria Executiva e Administrativa. Vespasiano - MG.
 

 

TELEFONES DE CONTATO

Regional Grande BH-MG - (031) 3621-6000
Reg.Consel.Lafaiete-MG - (031) 3763-5233
Regional dos Lagos - RJ - (022) 9814-1019
Regional Araruama - RJ - (022) 9973-8289

OUTROS CONTATOS
SOS-CRER-VIDA/VIP DIFERENCIADO
Triagem Central BÚZIOS 022-9814-1019
crervip@crer-vip.org.br
contato@crer-vip.org.br
NOTICIAS SOBRE DROGAS

Matérias em nossa TV CRER-VIP

Jornal Primeira Hora. Conheça a Coluna do nosso Presidente José Gonzaga.
Clique Aqui