DEIXEM AS DROGAS... VIVA À VIDA!

     
 

 


Parar de fumar, deixar de beber ou de se drogar, exige muita coragem e sacrifício, pois a total recuperação só se dá quando o dependente consegue se abster totalmente de um destes vícios malditos. Nossa experiência, que não me atrevo a dimensionar como grande, media ou pequena, forjada ao longo de pesquisas, observações do comportamento, fatos envolvendo nossos internos e ouvindo centenas e centenas de relatos de suas respectivas historias, nos levam a afirmar que o afastamento da dependência química, principalmente de um destes vícios, os mais conhecidos, só se dará, após o dependente si convencer que valerá a pena manter sobre si, uma vigilância constante e permanente em relação às efêmeras tentações que lhe serão oferecidas e mostradas em todos os momentos de sua vida futura saudável. É bom que o ex-consumidor e as pessoas que o amam saibam claramente, que terá que haver uma vigília permanente e de solidária compreensão, durante um longo processo... Todo o processo será lento e menos doloroso, se vivido com inteligência e com uma previa programação que substituirá, os locais de atividades e freqüência estressantes anteriores e companhias de outras pessoas (amigas), ou não, do candidato aluno em recuperação. É por conhecer muitas e muitas historias que podemos afirmar e garantir, não ser impossível, deixar a dependência química voluntariamente, antes que, inevitavelmente a vitima desta dependência química, já muito frágil pelo tempo de consumo, comece a perceber que a droga está causando-lhe problemas sérios, manifestada através de uma doença cancerígena, acontecimento de um infarto ou ser levado a participar de um ou mais atos de violência e violência ilimitada, chegando a praticar atos ilícitos para sustentar o próprio vicio . É aí, e por isso que imediatamente deve começar, o dependente químico, a pensar, todos os dias, motivado pelo amor que sentir por alguém ou por si mesmo Tenho que largar isso... Mas não se iluda, no inicio estes bons pensamentos serão frágeis, tímidos e o aparente desejo será fraco, porque serão racionais, enquanto o vicio se manifesta grande e forte, porque esta escondido em seu inconsciente. É como aquela letra de uma musica, que agora me lembro, ser de um outro Gonzaguinha, o autor dos versos que dizem...A um lado carente dizendo que sim... mas existe um outro lado carente dizendo que não. Mas o próximo verso diz...como eu, que sou menos poeta..Pensa bem!... Uma coisa é certa, no inicio o dependente, nota uma vontade de abandonar o vício consistente mas que acredita ser passageiro, que facilmente desaparece no entanto, frente ao estímulo ao uso de drogas. Ambiente e (amigos) também dependentes. Frente a este estímulo, o pensamento passa a ser: -Ah! só mais esta noite, só mais hoje, amanhã, amanhã eu paro... a semana que vem... no próximo mês... no próximo ano. Assim, o tempo vai passando os problemas aumentando e a dependência se intensificando. O Maximo que consegue a estes pensamentos passageiros é abster-se do uso por alguns dias, semanas. De repente, a parte doente revida, seduz e mina a parte saudável criando diversas e cruéis armadilhas, se fortalecendo e levando-o, a uma inevitável recaída. A recaída, por sua vez, é inevitável na grande maioria dos casos, ela frustra a família, os amigos, mas, principalmente, ao próprio dependente. Este começa de repente a se sentir incapaz, impotente diante da batalha a ser travada e vencida. Angustia-se e o alívio parece ser... voltar imediatamente ao consumo da substância mágica e enganosa, que também inevitavelmente o matará. A atenção na fase do processo de recuperação em que o indivíduo diz: -Eu quero parar, mas não consigo. É vital que se recorra a uma ajuda externa, que ao nosso ver, só acontece com o tratamento, existente em varias clinicas particulares e comunidades terapêuticas, cheias de religiosos do bem, católicos, espíritas ou evangélicos. Todos como bons cristãos, e como tais, reconhecem que DEUS privilegiou sua obra, o SER HUMANO, com a criação de vários meios que, usados nas suas verdadeiras dimensões e fronteiras, só podem beneficiar e dignificar a sua criação; Todos respeitam a medicina e ao constatar na triagem, problemas clínicos, resultado ou não do acidente do psicossomático a ela recorrem, promovendo assistência de médicos, psicólogos, psiquiatras e de varias terapias, desde atividade individual ou de grupo, hidroterapia ou ludo-terapia e acima de todas as técnicas mais importantes, as que levam os alunos a terem fé, nele mesmo e em Deus, que sem dúvidas, irá ajudá-lo, independente das suas culpas, a criar uma nova e forte, auto-estima e a recuperar uma sadia e positiva identidade que mora dentro de todos nós. Estas experiências, todos levarão, quando reintegrado novamente à sociedade humana.



* É PRESIDENTE NACIONAL DAS COMUNIDADES TERAPÊUTICA CRER-VIP E PAN-BRAS - PROJETO ANTIDROGAS BRASIL. Mais Informações; www.crer-vip.org.br- Mais matéria desta coluna; www.jornalprimeirahora.com.br- Pessoas jurídicas ou físicas podem se tornar sócios mantenedores do CRER-VIP e ajudar a recuperar crianças, adolescentes e adultos, vitimas o álcool e das drogas do INTERNATO REGIÃO DOS LAGOS, da Estrada Baía Formosa 700, Búzios/RJ – Tel. (22)2620-8933. Contribuições; Podem e são dedutíveis do Imposto de Rendas.

 
     
 
Notícia Publicada em: 05/06/2007

 

TELEFONES DE CONTATO

Regional Grande BH-MG - (031) 3621-6000
Reg.Consel.Lafaiete-MG - (031) 3763-5233
Regional dos Lagos - RJ - (022) 9814-1019
Regional Araruama - RJ - (022) 9973-8289

OUTROS CONTATOS
SOS-CRER-VIDA/VIP DIFERENCIADO
Triagem Central BÚZIOS 022-9814-1019
crervip@crer-vip.org.br
contato@crer-vip.org.br
NOTICIAS SOBRE DROGAS

Matérias em nossa TV CRER-VIP

Jornal Primeira Hora. Conheça a Coluna do nosso Presidente José Gonzaga.
Clique Aqui