O QUE SÃO AS DROGAS DEPRESSORAS - 3ª PARTE

     
 

 

Ainda apresentando as alcoólicas, que são depressoras, tenho que reportar finalmente seus efeitos agudos e crônicos. Mesmo que as informações sejam muito iguais e repetidas, antes de iniciar a abordagem das drogas, que se apresentam como solventes ou inalantes, é muito importante informar o que é causado pelas bebidas alcoólicas e apresentar a ação delas no usuário, que dependem de vários fatores para um diagnóstico de resultado. Os especialistas ou os terapeutas lá do CRER-VIP, nunca dispensaram a avaliação revelada pelo usuário durante a triagem. Normalmente ele, o usuário, mascara todas as informações, nunca fala a quantidade e freqüência de seu consumo e normalmente não admite, ter esta doença que o rotula como sendo um alcoólatra. Mas pela experiência que todos nós da Comunidade, que já treármos milhares destas vitimas, basta ficar de frente das características físicas e psicológicas da pessoa que consome a bebida. Eu sempre digo nas palestras que faço; Bom seria se todo dependente químico tivesse o comportamento de um diabético, que aceita sem muita relutância o fato de ser diabético, não oferece resistência e logo após algumas crises de « hipo» hiperglicemia, decide a não mais comer doce e tomar na hora sertã a insulina receitada por seu medico. Descobre também naturalmente, que ninguém ira criticá-lo por ser diabético e que pode viver muitos e muitos anos e até morrer, não como diabético, mas atropelamento por uma bicicleta ou na queda de um avião. Com muita dignidade. É muito importante para o alcoólatra aprender, como o diabético aprende, a viver sem o que para ele faz mal e naturalmente para outras pessoas não faz. O álcool em pequenas doses, para os que não são alcoólatras, não tem efeitos desastrados, os efeitos mais comuns são, em pequeno e controlado consumo: Manifestação de alegria, loquacidade, ou seja, passa a ter maior facilidade de falar, etc...Mas quando excede, começa a faltar inevitavelmente, coordenação motora e vem a sonolência. Quando o álcool é consumido em maiores quantidades, seus possíveis efeitos são: vômitos, visão dupla e podendo provocar o estado de coma e morte.

Finalmente um dia, chega para o alcoólatra, a noticia de doenças graves, após um período de consumo, que nem sempre tem que ser longo, ou seja, de muitos anos, os efeitos crônicos para se instalarem pode também ser rápido.. O uso abusivo e contínuo do álcool acarreta graves e mortais doenças, tais como a cirrose, hipertensão, gastrite e problemas cardíacos. Ao nosso ver, o mais grave problema decorrente do consumo excessivo e perigoso do consumo contínuo de,

bebidas alcoólicas é para o alcoólatra, pois a síndrome de dependência de álcool, provoca como todos já testemunharam, normalmente quando o alcoólatra não se trata; A perca do emprego, de amigos sinceros e da família, que dele se cancã e passa a ter medo de com ele conviver, pois sabem que a qualquer momento, o alcoolizado, provocara um acidentes que fará vitimas e todos querem sobreviver.


OBS...Recebi um simpático e-mail, me perguntando porque não estive presente, como foi publicado a semana passada pelo nosso Jornal PH, «do Fórum Estadual Permanente, quando um grupo de alto nível, composto do Secretário Nacional Anti-drogas, General Paulo Uchoa, o Deputado Federal Gabeira, Juízes, Delegados, Policiais Militares, Pesquisadores e Médicos, tentaram chegar a um consenso em relação à interpretação da Lei 11.343/06, sancionada recentemente pelo Presidente.» Respondo...Não é por falta de convite que na maioria das vezes, recebo como presidente do PAMBRAS e não compareço. Se bem que muitas vezes, não se lembram mesmo de mim. É mais por falta de tempo, pois na pratica temos varias atividades pessoais e as Regionais do CRER-VIP, ainda dependem de parte da nossa atenção, pois temos atualmente mais de 300 alunos pacientes vitimas do álcool e das drogas nelas internados. Neste caso especifico, nosso conhecimento é menor que todos aqueles que lá estavam presentes. Creio que realizando ações de prevenção e tratamento as vitimas da dependência química, é mais a minha praia, como acredito que é, e percebi no longo e-mail de sua jovem e bonita linguagem escrita. O resto eu sei, é segredo nosso.


* É PRESIDENTE DAS COMUNIDADES TERAPÊUTICAS CRER-VIP E PAN-BRAS PROJETO ANTIDROGAS BRASIL- PEDIDO DE PALESTRAS (22) 26208933 - SITES; www.crer-vip.org.br Mais matérias para outras pesquisas: www.jornalprimeirahora.com.br

 
     
 
Notícia Publicada em: 12/12/2006

 

TELEFONES DE CONTATO

Regional Grande BH-MG - (031) 3621-6000
Reg.Consel.Lafaiete-MG - (031) 3763-5233
Regional dos Lagos - RJ - (022) 9814-1019
Regional Araruama - RJ - (022) 9973-8289

OUTROS CONTATOS
SOS-CRER-VIDA/VIP DIFERENCIADO
Triagem Central BÚZIOS 022-9814-1019
crervip@crer-vip.org.br
contato@crer-vip.org.br
NOTICIAS SOBRE DROGAS

Matérias em nossa TV CRER-VIP

Jornal Primeira Hora. Conheça a Coluna do nosso Presidente José Gonzaga.
Clique Aqui