O FUMO... MESMO VESTIDOS DE CIGARROS, TEM AS DROGAS QUE MATAM... 1ª PARTE

     
 

 

Para abrir a serie de matérias que reportaremos sobre o FUMO, que mesmo vestido de cigarros, tem as DROGAS QUE MATAM, mesmo quando consumidas em cachimbos, charutos ou usando qualquer fantasia ou forma. Para isto denunciar, selecionamos para iniciar, um trecho histórico do livro, “O fumo no banco dos réus”, de João Batista D. Costa, que de uma maneira leve e bem-humorada conta-nos um pouco sobre a história desta droga que tem matado milhares de brasileiros.
Vejamos: “Para delícia dos milhões de fumantes de hoje, Cristóvão Colombo não era tão infalível como navegador”. O fato é que a 28 de setembro de 1492, nas costas de Cuba, Colombo anunciava pomposamente aos tripulantes reunidos no convés que o território que acabavam de descobrir tratava-se das costas do Japão. Porém, após demoradas consultas ao livro de bordo e aos astros, resolveu dar um exemplo de autocrítica digno de elogios.
Ancorado ao largo do que hoje é a Província de Orientes de Cuba, anunciou novamente ter havido um pequeno engano, porque a vegetação viçosa da costa não era própria do Japão, mas da China. “Provocando novamente aplausos da tripulação, nomeava emissários que entrariam em contato com o Grande Khan. Escolheu Rodrigo Jeres e Luís de Torres, que falavam fluentemente o aramaico e o hebraico, com razoável conhecimento do idioma árabe. O mais importante era que ambos tinham um faro inato para descobrir ouro, motivação sempre presente nestes tipos de expedição”. Os dois embrenharam-se mata adentro e sempre sob orientação de nativos pacíficos se dirigiram ao que achavam ser a riquíssima capital do Khan.
A 03 de novembro de 1492 chegaram ao destino e descobriram uma série de palhoças de madeira e coqueiros, em lugar da sonhada cidade de ouro. Lá, foram convidados a participar de uma cerimônia de “bruxaria”, com a intenção de afastar os maus espíritos. Nesta cerimônia pagã, a tribo dançava em volta de um braseiro, onde o Pajé lançava folhas secas de “tabago”, nome primitivo do tabaco e todos invocavam os deuses. Imediatamente, Luís de Torres e Rodrigo Jeres, foram convidados a participar intimamente da cerimônia com as personagens principais. Na medida em que subia um “fumo”, fumaça que era provocada pelo tabaco seguidamente lançado ao fogo. No mesmo ritmo, passava de boca em boca uma “pepeta” longa, onde todos aspiravam o fumo do tabaco. Durante o dia, com rolos de folhas de tabaco, faziam seus cigarros aspirando o fumo. E foi naquela viagem que Rodrigo Jeres e Luís de Torres tiveram a oportunidade de aprender, em primeira mão, a fazer uso do tabaco. Estava, pois, descoberto para os “civilizados” o hábito de fumar e, na metade do século XVI, o hábito ou vício já tomava conta da maior parte do mundo, espalhando-se como fogo na Península Ibérica e em todas as suas áreas de influência: África, Oriente Próximo, China, Índia, Coréia, Malásia, Índias Orientais e Filipinas.
O RESTO DA HISTORIA SÓ NA PROXIMA SEMANA. Importante; Comecei com esta matéria, novamente contra o fumo, tentando atender a um atencioso e-mail, recebido neste dia 16, da Professora, Iolanda Novais, que lendo a ultima parte da matéria, publicada nesta coluna no ultimo dia 15, CALMANTES E ANFETAMINAS, através do site na Internet, do Primeira Hora, revelou que irá usar as outras matérias já publicadas e estão no arquivo desta coluna, também na Internet, para motivar seus alunos a fazerem trabalhos escolares, sobre DROGAS e principalmente sobre o FUMO, presente até dentro das salas de aulas de sua escola. Ela também acredita como eu, que conhecer o mal que as drogas causam é o melhor jeito deles, os jovens, delas se afastarem.

JOSÉ GONZAGA É PRESIDENTE NACIONAL DAS COMUNIDADES TERAPÊUTICAS CRER-VIP E PAN-BRAS - PROJETO ANTIDROGAS BRASIL. Mais Informações; www.crervip.org.br Mais matéria desta coluna www.jornalprimeirahora.com.br

PESSOAS JURÍDICAS OU FÍSICAS PODEM SE TORNAR SÓCIOS MANTENEDORES DO CRER-VIP e ajudar a recuperar crianças, adolescentes e adultos, vitimas do álcool e das drogas do INTERNATO REGIÃO DOS LAGOS, que funciona na Estrada Baía Formosa 700, em Búzios.Diretoria Regional:(22)2620-8933. Atenção: Todas contribuições feitas corretamente e declaradas anualmente... Podem e são dedutíveis do Imposto de Rendas.

 
     
 
Notícia Publicada em: 22/08/2006

 

TELEFONES DE CONTATO

Regional Grande BH-MG - (031) 3621-6000
Reg.Consel.Lafaiete-MG - (031) 3763-5233
Regional dos Lagos - RJ - (022) 9814-1019
Regional Araruama - RJ - (022) 9973-8289

OUTROS CONTATOS
SOS-CRER-VIDA/VIP DIFERENCIADO
Triagem Central BÚZIOS 022-9814-1019
crervip@crer-vip.org.br
contato@crer-vip.org.br
NOTICIAS SOBRE DROGAS

Matérias em nossa TV CRER-VIP

Jornal Primeira Hora. Conheça a Coluna do nosso Presidente José Gonzaga.
Clique Aqui