DROGAS DO MESMO SACO!

     
 

 

Prezado leitor desta coluna, semanalmente presente, no PRIMEIRA HORA. Tenho recebido muitos telefonemas e vários e-mails. Alguns com elogios, outros com criticas ferozes, e, até ameaçadoras. Um, no entanto, entendi como o mais verdadeiro e útil, me foi enviado, para minha surpresa por um brasileiro, o senhor, Aroldo Rodrigues Nunes, que mora em Prairie Rose Lane, Daithersburg, MD, que parece ser um Bairro de Washington, USA. Leitor segundo ele, desde 13 de setembro de 2005, de todas edições do nosso então, internacional, JORNAL PRIMEIRA HORA, também presente na INTERNET, no Site: www.jornalprimeirahora.com.br, quando navegando pela internet, encontrou o Site do jornal e leu, segundo ele, as matérias, AS DROGAS FAZEM CRIANÇAS TROCAREM SALAS DE AULAS PELAS RUAS e na mesma edição, também na coluna, por ser um pesquisador negro; O BRASIL EM FOCO, a interessante matéria “A PRESERVAÇÃO DAS TRADIÇÕES DAS COMUNIDADES REMANESCENTES DE QUILOMBOS”. Com gentileza, ele em seu e-mail, me aconselhou a fazer matérias menores e se os temas inevitavelmente tivessem que ser grandes, que os dividissem por capítulos ou partes em diferentes edições. Sigo seu conselho, ao publicar a matéria:

CACHAÇA, CIGARRO, MACONHA, CRACK OU COCAINA SÃO, farinha... não...DIGO, DROGAS DO MESMO SACO !

PRIMEIRA PARTE:
Qualquer uma destas substancias citadas no titulo da matéria, ou diversos xaropes, cola de sapateiro, de estofador, calmante ou ainda repressores da fome, do sono, seja para emagrecer ou engordar, independente de ser licita ou não, são rigorosamente prejudiciais ao Ser Humano, sendo que algumas drogas, até com prescrição medica são altamente nocivas. Imagine o que pode fazer aquelas, usadas por recomendação do vizinho ou por influências de más companhias, principalmente quando consumidas por crianças, adolescentes, adultos predispostos, mulheres grávidas... Sem controle algum.
Partindo então do principio que tais substâncias, tão conhecidas em nosso cotidiano, são drogas e que podem criar dependência acompanhada de conseqüências neurológicas e sociais, tanto ao usuário, quanto à família e mesmo a sociedade, e que é de fato, consumida sem rigoroso controle médico, e o pior, muitas vezes sem necessidade alguma... É inadmissível que qualquer profissional, que lide com a saúde, esportes ou administre qualquer bem publico... Ou até privado, faça qualquer alusão positiva favorável a algumas delas, sobre seu uso a qualquer pretexto.
Certa vez, indaguei de uma Diretora, onde ia fazer uma palestra
Antidrogas, porque permitia que algumas de suas professoras e dois de seus professores, fumassem dentro da escola. Com uma aparente ingenuidade, fez duas singelas justificativa; a primeira, é que os que fumavam, o fazia com a maior discrição, escondido dos alunos e a segunda, tinha como verdadeira, a informação que o cigarro acalmava seus professores e professoras tabagistas e até lhes mantinha a forma, porque uma, logo que parou de fumar, começou a comer muito e até engordou... Bem depois desta argumentação, delicadamente pedi a senhora Diretora, que todos, também ouvisse a palestra, pois eles e nós, tínhamos muito que aprender. É profundamente lamentável, que muitos não saibam haver varias comprovações e conhecimentos científicos que as substancias citadas e ou outras psicoativas, produzam no usuário mais prejuízos que benefícios emocionais a partir de certo tempo de consumo. Mesmo que aparentemente tal substancia, possa trazer algum efêmero beneficio emocional, ainda que pequeno. Na verdade o que ocorre, é que algumas destas drogas, funcionam como pano de fundo para varias situações de pessoas e também em algumas, que têm complexo de inferioridade ou de superioridade.(CONTINUA)...

NA PRÓXIMA TERÇA FEIRA - DIA 28 DE MARÇO, A SEGUNDA PARTE, DESTA MATÉRIA... LEIA E RECOMENDE A SEUS AMIGOS DISTANTES A LEITURA ATÉ PELA INTERNET, DO NOSSO JORNAL. PRIMEIRA HORA. SÓ PRETENDEMOS: FICAR CADA VEZ MELHOR!

 
     
 
Notícia Publicada em: 21/03/2006

 

TELEFONES DE CONTATO

Regional Grande BH-MG - (031) 3621-6000
Reg.Consel.Lafaiete-MG - (031) 3763-5233
Regional dos Lagos - RJ - (022) 9814-1019
Regional Araruama - RJ - (022) 9973-8289

OUTROS CONTATOS
SOS-CRER-VIDA/VIP DIFERENCIADO
Triagem Central BÚZIOS 022-9814-1019
crervip@crer-vip.org.br
contato@crer-vip.org.br
NOTICIAS SOBRE DROGAS

Matérias em nossa TV CRER-VIP

Jornal Primeira Hora. Conheça a Coluna do nosso Presidente José Gonzaga.
Clique Aqui