FORMAS DE TRATAMENTO

     
 

 

1- A pessoa deve reconhecer que tem o problema de drogas e alcoolismo, isto normalmente não é fácil, porque o alcoolista principalmente tende a receber essa classificação como uma acusação, uma vez que estes males são vistos, injustamente, como uma sem-vergonhice por pessoas ainda não esclarecidas. Se eles não reconhecerem isso, os passos seguintes não são possíveis.
2- O drogado e o alcoolista tem que sentir vontade de se curar. Só se eles estiverem dispostos a colaborar, a proposta do tratamento tem chance de dar certo. Do contrario, todas as tentativas serão inúteis. Devemos observar que internações em hospitais psiquiátricos impedem muitas pessoas de se drogar ou beber, mas não a recuperam.
3- De comum acordo com o drogado ou alcoolista, prevalecendo a sua opinião e sua vontade, deve ser escolhido um dos possíveis tratamentos. Ou uma combinação deles. As opções não são muito diferentes das usadas para prevenção. O sistema (método) de tratamento é: Analise as opções abaixo:
INTERNAÇÃO: Pode ser em clínica particular, hospital público que para tratamento com internamento praticamente não existe. Os particulares especializados cobram de R$150,00 a R$1.500,00 por dia. Existe varias Comunidades terapêuticas em todo o Brasil, entidades como o CRER-VIP, onde o tratamento é gratuito e a família ou amigos do interno contribuem apenas com a manutenção dos custos pessoais do interno; tem muita procura, pois são entidades filantrópicas, sem fins lucrativos. Existe também o tratamento ambulatorial, ocorre por um curto período de avaliação (em média 15 dias), mas em dependências já instaladas; só com o internamento, cria reais condições, principalmente aquela que revitalizam a espiritualidade do aluno, promovendo uma vigorosa alta estima, que pode levá-lo a cura definitiva. Seis meses, é a média de tempo da internação, pois, permite que a recuperação do debilitado e dependente químico, longe do ambiente de consumo das drogas e bebidas alcoólicas. A internação, no entanto, é considerada pelos médicos tradicionais, como uma alternativa radical por causa dos custos (inclusive de ausência ao trabalho do dependente internado) e do afastamento da família. Mas altamente positiva, quando a família da vitima, também do dependente, consegue quase como privilegio a oportunidade de conseguir vaga em uma entidade, sem fins lucrativos, como o CRER-VIP, que mantém em média 300 alunos, em seis Regionais, em três estados do Brasil, para se recuperar e reeducar, em regime de internamento, tentando afastar todos eles, definitivamente do álcool e das drogas.
HOSPITALIZAÇÃO: Normalmente só é feita, em casos de intoxicação alcoólica grave ou em casos de complicações associadas a doenças hepáticas ou crises convulsivas de abstinência total, seja do álcool ou das drogas. Geralmente, a hospitalização ocorre em períodos curtos. Depois, é preciso ser feito acompanhamento ambulatorial ou de imediato o internamento do dependente.
GRUPOS DE AUTO – AJUDA: Este é um tratamento, muito eficaz e bastante popular, feito por grupos como os AA (Alcoólicos Anônimos) que, com competência, reúnem ex-dependentes que por meio de depoimentos pessoais, faz com que o alcoolista se identifique com sua própria situação. O acesso a esses grupos é fácil, pois normalmente funcionam em igrejas, escolas e associações de bairro. Não há pré-requisitos para a participação, que é totalmente gratuita.
FARMACOLÓGICO: É, geralmente, utilizado em conjunto com outras formas de tratamento e não deve nunca ser adotado sem rigoroso acompanhamento médico. Não existe uma droga que cure a droga ou o alcoolismo. Apenas medicamentos que auxiliam o dependente tanto na prevenção de recaídas como na diminuição da vontade de beber ou se drogar. Os remédios, muitos deles, possuem efeitos colaterais desagradáveis.
ESPIRITUAIS: São tratamentos, indicados para as pessoas sensíveis ás mensagens e ensinamentos religiosos ou espiritualistas. As religiões, cada uma a seu modo, normalmente se dedicam a processos de cura de pessoas, além de ter a capacidade de aumentar a força de vontade das pessoas, ao nosso ver, indispensável no processo de cura do alcoolismo ou das drogas.

 
     
 
Notícia Publicada em: 17/01/2006

 

TELEFONES DE CONTATO

Regional Grande BH-MG - (031) 3621-6000
Reg.Consel.Lafaiete-MG - (031) 3763-5233
Regional dos Lagos - RJ - (022) 9814-1019
Regional Araruama - RJ - (022) 9973-8289

OUTROS CONTATOS
SOS-CRER-VIDA/VIP DIFERENCIADO
Triagem Central BÚZIOS 022-9814-1019
crervip@crer-vip.org.br
contato@crer-vip.org.br
NOTICIAS SOBRE DROGAS

Matérias em nossa TV CRER-VIP

Jornal Primeira Hora. Conheça a Coluna do nosso Presidente José Gonzaga.
Clique Aqui